Sala da Nação – Embaixada de Terra Nenhuma

24.Setembro.2013

 

LAPSE TEATRAL: Humildes, Humilhados, Sem Água

 

Peça de Euclides Fernandes

 

 

Personagens

Presidente da Repúdia – Exmo. Caníbal Mandioca Cabaco Sirbia

Presidente da Carâmba de Almeida – Exma. Amarela Emídia Gouza Néctar

Presidente da Disjunta Fregueses –  Exmo. Anatóli Nevoeiro

Presidente do Sindilato dos Pescados – Exmo. Sr. Lindo Galo

Cabo Rasíssimo Chicote – Guardadores de Notas Roubadas (GNR)

Preto Cabelo Bedju – Morador das Terras de Bariga Cheia (Narrador)

 

Figurinos

Criação de cada ator para o respectivo papel

 

Cenário

Projeção de Cenas da Costa Cabariga em Time Lapse: Toda a peça passa-se na Costa Cabariga; lugar imaginário onde efetivamente os habitantes não têm direito a água.

 

 

 

 

ATO ÚNICO

 

Preto Cabelo Bedju:

_Quantas Costas Cabariga! São muitas… Neste caso, esta Costa Cabariga fica em Portróika e eu…. sou o Preto Cabelo Bedju, conhecido como o que não penteia.

 

Presidente da Pepúdia:

_Eu, Caníbal Mandioca Cabaco Sirbia, Presidente da Repúdia de Portróika, aqui presente para escutar as almas da Almeida. Em primeiro lugar, gostaria de ouvir a Exma. Senhora Amarela Emídia Gouza Nectar.

 

Presidente da Carâmba de Almeida:

_Eu, Presidente da Carâmba de Almeida, dona da minha alma da minha Almeida de onde abraço todos os Lisboetas que querem disfrutar do meu coração de sangue puro que é a minha linda Praia de Costa Cabariga. Desta praia saem os melhores pescados. Também dona dos terenos férteis das Terras de Bariga Cheia e da água de todos que quero dar. Muito tenho feito por esta Praia Costa Cabariga e Terra de Bariga Cheia e tenho resistido, até agora, que dou a água aqueles que merecem – Não aos invasores!

 

Presidente da Disjunta:

_Anatóli Nevoeiro…. este sou eu! Presidente Invicto da Disjunta Fregueses e sempre Profeta da Escola Secundária Emiliano Sorte de Capa Passada Pelo Focinho do Touro. Devo dizer que a única coisa que concordo com a . Senhora Amarela é que ela tem resistido com eu – Grande Anatóli Nevoeiro, dou a água aqueles que merece – Não aos invasores das Terras da Tia Dele! O resto é tudo falso. Quem tem abraçado os lisboetas sou eu – Grande Anatóli Nevoeiro! Quem tem abastecido a lotaria de pescados e os mercados de Costa Cabariga sou eu – Grande Anatoli Nevoeiro! Só não abraço aos invasores dos terenos das Terras de Bariga Cheia _Não aos invasores!

 

Presidente do Sindilato:

_Eu, Lindo Galo – Presidente do Sindilato dos Pescado digo-vos: Os nossos dois representantes locais mentiram em quase tudo! Não posso deixar de desmentir que a lotaria é abastecida por nós… que somos os pescados! Os dois representantes só não mentiram ao que diz respeito a água. É verdade! Eles têm resistido muito e firmes em dar a água aqueles que eles não querem. Todos os moradores da Costa Cabariga tem Direito a Água, inclusive os moradores, há três gerações, das Terras da Minha Tia… Tia Moscovina!

 

Cabo Rasíssimo Chicote:

_Eu, Cabo Rasíssimo Chicote, funcionário da Guarda Notas Roubadas, vulga GNR, digo ao Exmo. Presidente da Disjunta e à Exma. Presidente da Carâmba que se quiserem convenço meus colegas a irmos chicotear os que não merecem água –  Não aos invasores!

 

Preto Cabelo Bedju:

Possibilidade 2:

_ Quem está disposto a nos ajudar? Sabemos, nas Terras da Nossa Tia, que precisamos nos organizar e muito temos feito por isso. Porém, sabemos que nas Terras de Bariga Cheia, vulga Terras da Nossa Tia, as Bariga tão sem água e sabemos, também, que o amor pelo poder afasta os representantes locais do poder do amor, da compaixão e dos direitos humanos. Sim aos Moradores!!!!!!!

Água Já!